Páginas

sábado, 5 de agosto de 2017

Depois da chuva



Fim de um temporal devastador,
águas pelas ruas como um riacho.
De minha janela como espectador
olho desolado, escapa-me o diacho.

Arvores caem sobre carros e fios.
cidade se desliga black-out geral.
Cenas reprisam os anos anteriores
revelam a inoperância municipal .

Ouço sirene ambulância em ação,
em sinfonia com o carro bombeiro,
são eles bravos anjos da salvação,
o perigoso jogo da vida pela vida.

ao longe uma fusão bela de cores
rouba-me o olhar com o arco-íris
viajo nas suas linhas multicolores
fuga da dor por um triz sou feliz.

Toninho

05/07/2017
Minha participação para a BC_botando a cabeça para funcionar projeto da Chica e seu neto Neno confira as inspirações chicabrincadepoesia

**************************
Grato.

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Um trapo humano.





Desafio nº 121 com 77 palavras. Um projeto de Portugal em parceria coma a Radio SIM Crie uma historia.  http://77palavras.blogspot.com.br/ Conheça e participe. Crie uma historia sendo:

O início de 3 frases que aparecem no vosso texto está aqui, o resto é livre. 
Podem usá-las pela ordem que quiserem.

1-  Era a mim que...      
2_ Contudo, tu...        
3- Talvez não saibas...


Talvez não saibas, mas aquele homem na praça era pessoa decente um patriarca, porém o alcoolismo fez dele este trapo humano. O alcoolismo o fez violento.
Contudo tu deves saber que este trapo é seu pai, que lhe educou para ser útil até conhecer a cachaça.
Era a mim que toda noite violentava, até que recorri à Lei Maria da Penha. Perdeu emprego, memória.
Agora pode vir à praça, trazer a comida, que trago todos os dias.

Toninho

03/08/2017

*****************
Bom fim de semana
com paz.